Skip to content

November 1, 2009

time bell c

Language had ceased to suffice. The self was experienced as fragmented, and human subjectivity

ruptured by the force of incommensurable inner and outer worlds.

(from Carolyn Forché’s introduction of Autumn Sonata

{Georg Trakl’s poetry from early 20th century, translated by Daniel Simko})

time bell a

Cessada havia sido a suficiência da língua. A persona havia passado a ser uma

experiência fragmentária, e as forças incomensuráveis dos mundos

interiores e exteriores haviam rompido a subjetividade humana.

(por Carolyn Forché, na introdução de Autumn Sonata

{Sonata de Outono, poesia de Georg Trakl’s escrita no início

do século XX e traduzida do alemão para o inglês por Daniel Simko}

Advertisements

October 15, 2009

exploding a

It soon will be possible to locate sunless orphan planets that wander through deep space; such planets may be able so sustain life near or below their surfaces with heat from their cores, and more life sustaining energy could be supplied by the presence of a moon, whose gravity causes “tidal heating”. The planets are more likely to possess liquid water and heat-trapping atmospheres if they were orphaned at a particularly young age.

From the section Findings, Harpers Magazine, December 2007

exploding b

Em breve será possível localizar planetas orfãos, sem sóis, viajando a léu pelo espaço profundo; é possível que tais planetas possuam as condições necessárias para sustentar vida graças ao calor que emanam de partir de seus interiores, sendo que ainda mais energia seria possivelmente fornecida com a existência de alguma lua capaz de gerar “aquecimento de maré”. Planetas que foram orfanados em uma idade particularmente jovem são mais capazes de possuir água em estado líquido e atmosferas que conservem calor

Extraído da seção Findings na revista Harpers, publicada em dezembro de 2007.

October 1, 2009

speculative

“This is a speculative enterprise, to be sure – but it seems more realistic to explore how

concrete behavior might change or be regulated than to counsel a change of heart.”

Richart Sennet, The Craftsman

speculation

“Isso tudo é, certamente, mero produto de especulações – todavia, explorar maneiras pelas

quais comportamentos podem regular-se nos parece um método mais realista

do que aconselhar uma transformação emocional.”

Richard Sennet, The Craftsman

September 20, 2009

“Communication is truth; communication is happiness; to share is our duty;

to go down boldly and bring to light those hidden

thoughts that are most diseased”

Virginia Woolf

prologue c

“Comunicação é verdade; comunicação é felicidade; dividir é a

nossa obrigação; possuir a coragem de ir ao fundo e trazer à

luz aqueles pensamentos escondidos

que são os mais doentios.”

Virginia Woolf


September 10, 2009

“But stubbornly we remain inscribed and inscribing presences,

waterfront b

and the greatest danger we face as species is a siren belief in our own

dematerialization and its false promise of an infinity

we can never possess.”

from the article “The materiality of immaterial things”,

by Lyle Rexer, featured on the magazine Art on Paper Sep/Oct 2009.

“Teimosamente, porém, nossapresença existe por escrito

e pela escrita se perpetua.

waterfront a

Pois o maior perigo que corremos enquanto espécie é o

canto das sereias a nos atrair para a crença de nossa

própria desmaterialização, a nos seduzir com a

promessa de uma eternidade que jaz

além do nosso alcance.”

waterfront c

(traduzido por mim a partir do artigo de revista acima citado)

August 31, 2009

“Now heavens.

airporting a

Or should I perhaps give up troubling to correct such nonsense altogether,

and simply let my language come out any way is insists upon?”

David Markson, Wittgenstein’s Mistress.

“E agora! Céus…

airporting b

Será que ao invês de me preocupar em corrigir cada coisinha que não faz sentido,

talvez eu devesse simplesmente soltar a minha língua?”

David Markson, Wittgenstein’s Mistress.

August 22, 2009

spill a

Otherwise, you can’t trust anything.

As with anything online, know that anonymity is both a curse and a blessing:)

(Word of advice from WordPress )

{Ao contrário, não se pode confiar em nada.

Saiba que, como tudo na internet, anonimidade é ao mesmo tempo maldição e benção:)}

{conselho do meu provedor de blog WordPress}